5 dicas para começar a trabalhar como detetive particular

Tempo de leitura: 6 minutos

Trabalhar como detetive particular — profissão que está em alta nos dias de hoje — é uma tarefa que requer muitas habilidades. São várias opções de atuação e diversas oportunidades.

Mas como funciona? O que é necessário para se tornar detetive? Levando-se em conta as dúvidas de um iniciante ou aspirante ao cargo, pode ser bastante difícil saber se é vantajoso seguir no ramo ou largar o atual emprego para avançar nessa carreira.

Para você que tem questões como essas ou quer saber por onde começar, separamos 5 dicas que vão ajudar a entrar nesse mundo de enigmas e investigações. Acompanhe!

1. Certifique-se de que esse é o trabalho certo para você

Trabalhar na área requer do profissional capacidades que envolvem força mental e física, seja em uma agência local, estadual ou federal.

Para ser detetive, é preciso possuir todas as aptidões e habilidades exigidas. Além disso, é necessário ter disposição para várias horas de trabalho duro e lidar com pessoas ou, muitas vezes, cenas que perturbam ou constrangem.

Pare e reflita: estou preparado para atuar sob pressão e conviver diariamente com os mais diversos tipos de situação? Eu possuo as aptidões necessárias, ou tenho como desenvolvê-las?

A partir do esclarecimento desses pontos e sendo firme em sua decisão, será mais fácil seguir a carreira de detetive, que é cheia de perigos e aventuras.

Tanto homens quanto mulheres podem ter essa profissão. No entanto, é preciso observar os seguintes requisitos:

  • ser brasileiro;
  • possuir idade acima de 18 anos;
  • estar quite com as obrigações civis e militares;
  • não estar respondendo a nenhum processo criminal;
  • participar de Curso de Formação de Detetive Profissional em uma escola especializada.

Ficou animado e se encaixa no perfil? Então conheça, a seguir, mais alguns detalhes da área.

Atuação

A área de investigação particular possui diversos ramos de atuação, como agir junto a empresas — resolvendo casos de espionagem industrial, por exemplo — e oferecer serviços terceirizados como autônomo ou funcionário de uma agência de detetives, entre outras possibilidades, dependendo da forma como você pretende trabalhar.

Trabalho e mercado

A procura por detetives vem sendo cada vez maior, e isso é perceptível graças aos diversos anúncios em jornais e revistas, com os mais variados serviços.

Algumas demandas envolvem casos de traição conjugal e outras investigam fraudes, em especial na esfera do domínio econômico, por exemplo.

Prós x Contras

Ser detetive particular vale a pena por se tratar de um trabalho em que cada caso é extremamente diferente, proporcionando muitas novidades e sendo ideal para quem não gosta de mesmice.

É um tipo de emprego, porém, em que o ganho pode ser sazonal — isto é: determinadas épocas trazem mais rendimentos em comparação a outros períodos.

Salário

A faixa inicial de ganho começa em 1.500 reais para trabalhos particulares. E um salário, após 10 anos, por exemplo, pode chegar a 20 mil, dependendo do cliente, da equipe envolvida e da autoridade que o profissional demonstra em meio a um competitivo mercado. Por isso, a preparação certa é muito importante.

2. Invista em formação especializada

Para trabalhar como detetive particular, não é necessário formar-se em uma instituição de nível superior, mas contar com uma escola especializada e devidamente certificada para ministrar esse tipo de curso é bastante indicado.

O futuro profissional ganha, durante as aulas, noções de direito criminal, como usar fotografias nas investigações e fazer varredura eletrônica. Além disso, aprende a fazer relatórios, compreende técnicas de entrevista e perseguição e muito mais.

Ter uma boa formação é essencial para que seu trabalho alcance os patamares dos melhores nomes do ramo. Mirando na satisfação de seus clientes, é possível acertar o rendimento futuro no mais alto nível.

3. Mantenha-se equilibrado

O trabalho de investigação particular, no geral, é igual ao de um policial. Essa profissão costuma sempre figurar como uma das mais estressantes do mundo. Por isso, é preciso medir o nível de tensão em que você se encontra atualmente.

E também é essencial encontrar maneiras de aliviar o estresse adquirido durante as horas de serviço, seja por meio de hobbies, exercícios físicos, leitura ou viagens periódicas, entre outras opções.

Isso vale para manter sua qualidade de vida no dia a dia, quando estiver atuando. Portanto, lembre-se de conservar bons hábitos para conseguir lidar com toda espécie de pressão.

4. Desenvolva habilidades

Saber entrevistar alguém, detectar mentiras, estar a par de todos os detalhes de uma situação, notar nuances que outros não perceberiam, ter habilidades lógicas e conseguir fazer anotações detalhadas (rapidamente!) são apenas algumas das habilidades que um detetive de sucesso tem que possuir.

Tais competências podem ser natas ou desenvolvidas a partir do zero. Elas são essenciais para a resolução dos casos e, por isso, estar em constante aperfeiçoamento é imprescindível ao trabalhar como detetive particular.

5. Seja sutil ao trabalhar como detetive particular

O trabalho de detetive deve, sobretudo, ser o mais furtivo e sutil possível. Em uma investigação, é necessária muita cautela, já que o papel desse profissional é apurar o local e, principalmente, o comportamento das pessoas sem que elas notem suas ações.

O objetivo é conseguir averiguar todos os lados das situações, a fim de levantar dados para chegar às conclusões corretas de forma rápida. Afinal, você terá de lidar também com clientes que vão buscar auxílio e, acima de tudo, resultados para suas questões.

Nesse contexto, também vale certo grau de sensibilidade. Aprendizados voltados para a psicologia, a comunicação e os itens que privilegiem o lado humano, mais do que necessários, são cruciais para que você se torne um detetive de qualidade e alcance o sucesso.

Não se esqueça, também, de que seu nome valerá mais do que tudo. Portanto, manter-se discreto em todos os casos e ter posturas coerentes com a sua posição farão a diferença para que sua reputação seja sempre intocada.

Dessa forma, todas as pessoas terão total respeito quando ouvirem falar de suas investigações — e, o melhor, indicarão seu trabalho em uma propaganda positiva.

Gostou das nossas dicas para começar a trabalhar como detetive particular? Então saiba mais sobre o assunto baixando o guia prático que preparamos especialmente para você!

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *