Brinquedos conectados à internet são acusados de espionar crianças

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Uma nova geração de crianças está se divertindo com brinquedos inteligentes que se conectam à Internet das Coisas. No entanto, apesar de injetarem certa vida às brincadeiras, estes brinquedos têm levantado grandes preocupações de privacidade em relação à conexão de internet envolvida. Mais de 18 grupos de privacidade apresentaram queixas tanto na Federal Trade Commission (FTC) dos Estados Unidos quanto na União Europeia, alegando que a Genesis Toys e sua parceira tecnológica Nuance violam leis de privacidade através da forma como certos brinquedos gravam as vozes das crianças.

O robô “i-Que” e a boneca “Minha amiga Cayla” não só captam as vozes das crianças sem aviso prévio ou permissão, mas as envia à Nuance com poucas garantias sobre como essa informação é tratada. Segundo os grupos de privacidade, tais informações podem ser usadas em bancos de dados que a Nuance vende para a polícia e agências de inteligência. As organizações também acusam a Genesis de não impedir que dispositivos Bluetooth não autorizados se conectem aos brinquedos. Desta forma, alguém poderia escutar conversas, de acordo com a queixa. O Bluetooth normalmente exige que você esteja relativamente perto, mas, mesmo assim, ainda permite que alguém em um playground ou fora da casa consiga ouvir o que as crianças estão dizendo aos brinquedos. Ainda é incerto se a FTC e a União Europeia irão resolver as queixas. Porém, não será surpreendente se a denúncia levar algumas empresas a repensar a forma como fazem brinquedos inteligentes, incluindo aqueles que usam câmeras e capturam o que as crianças estão fazendo.

Fonte: Engadget

Link: https://canaltech.com.br/noticia/espionagem/brinquedos-conectados-a-internet-sao-acusados-de-espionar-criancas-85319/

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *