Comissão de pró regulamentação dos detetives está sem rumo e sem direção

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Alguém pode explicar isso ai?

Ontem quarta feira 23/03 recebi pela primeira vez uma ligação de um dos membros da suposta comissão de pró regulamentação da profissão liderada pelo NÃO detetive Sr. Itacir Flores. Para que está chegando agora e não sabe o que está acontecendo, vou explicar: O Sr. Itacir Flores, presidente da comissão de pró regulamentação, NÃO é, e nunca trabalhou como detetive.

A ligação tinha como objetivo segundo o seu interlocutor (detetive Ábacus) saber detalhes do motivo da minha retaliação ao trabalho da comissão. Digo primeira vez, porque até agora nenhum outro membro da comissão ousou a me ligar para saber o que realmente estava acontecendo, apesar de todos já saberem sobre os fatos, mas que até agora ninguém teve a coragem de desmenti-los publicamente. Para quem ainda não está familiarizado com o problema, em breve estarei disponibilizando uma série de vídeos explicando e esclarecendo os fatos ponto à ponto. E todos verão a grande FARSA que é a comissão de pró regulamentação liderada pelo Sr.Itacir Flores e seu grupelho.

Agora quero me deter e convidar à todos os verdadeiros detetives do Brasil, sim, porque nem todos são verdadeiros detetives, a tentar entender o significado do diálogo abaixo entre o autor deste blog detetive Luiz Gomes e um dos membros da comissão de pró regulamentação e diretor do suposto GT, detetive Ábacus.

A ligação se deu na manhã desta quarta feira 23/03 e foi iniciada pelo detetive Ábacus.

Vou apenas relatar um dos trechos para análise de vocês.

Quem conseguir entender e explicar isso, vai ganhar um doce.

Detetive Ábacus

Gomes, eu percebo que você tem um implicância com o Itacir (presidente da comissão), acusando-o de não pertencer à classe dos detetives, alegando que o mesmo nunca foi e não trabalha como detetive. Eu o conheço há muitos anos e sei que ele trabalha na profissão há muito tempo, inclusive ele tem uma empresa de investigação.

Detetive Gomes

Você sabe o nome da empresa e o CNPJ da mesma?

Detetive Ábacus

Não sei, mas posso ver e te informar depois.

Detetive Gomes

Não precisa não, eu tenho aqui. O CNPJ dele é……………. e tem mais de 10 anos, é de uma empresa de revistas, jornais, e rádio também. A alteração do código de atividade para agência de investigação foi feito agora recentemente. Isso significa que ele só registrou isso agora porque sabe que vai ter que comprovar isso lá na frente. Mas ele nunca trabalhou como detetive e você sabe muito bem disso.

Detetive Ábacus

Gomes, independente de ele ser ou não detetive tem alguma irrelevância nisso? Você acha que ele não pode fazer o trabalho que está fazendo na comissão  em prol da categoria, ele não pode ser líder da classe?

Detetive Gomes

Não acho que tenha nenhuma irrelevância nisso. Pelo contrário, já disse a afirmo novamente. O trabalho do Sr. Itacir, foi muito importante sim, mas não somente o trabalho dele, mas de todos nós, cada um na sua posição, ajudou a conseguir chegar onde estamos hoje como categoria. Ele não fez nada sozinho como você estão dizendo. Isso é uma falta de respeito comigo e com os demais. Agora, o que eu não admito é que ele não sendo um detetive, e nunca tenha trabalho na profissão, queira agora criar regras para impedir os que já são. Isso, eu não posso aceitar em hipótese alguma. O trabalho dele foi reconhecido por mim até o momento em que ele permitiu e autorizou o tal grupo GT a criar uma norma exigindo determinada documentação para quem quisesse fazer parte da comissão. Sendo que nem ele mesmo tem essa documentação, e muito menos a principal exigência de comprovar que tem mais de 10 anos na profissão. Se ele nunca trabalhou na profissão, porque ele quer agora quer exigir a comprovação dos outros?

Detetive Ábacus

Mas quem criou essas regras não foi ele, fui eu. E essas regras não valem de nada. É só pra gente se organizar agora.

Detetive Gomes

Mas você criou as regras e passou por cima da direção?

Você criou as regras com a anuência e apoio dele. E isso não pode acontecer.

Você acha certo um companheiro com mais de 10, 20 anos de trabalho na profissão, ser impedido de trabalhar por alguém que nunca trabalhou na profissão? Só porque ele não tem aquela porcaria de documento da prefeitura que vocês estão exigindo? O Sr. Itacir como presidente da comissão tem como comprovar que tem esse documento? Ele tem como provar que trabalha na profissão? Se não tem, então não pode cobrar nada de ninguém. Nem ele, nem você?

Detetive Ábacus

Mas essas regras são importantes para nosso próprio controle. Temos que separar o joio do trigo. Temos que ter na comissão pessoas experientes.

Detetive Gomes

Ábacus, me explica uma coisa. Eu vi que tem uma relação exigências e de documentos exigidos dos profissionais. Se eu lhe indicar um colega detetive que também é advogado e que trabalha há mais de 20 anos como advogado e detetive particular, mas ele não tem esse tal documento da prefeitura que você tá exigindo, e que nem o Sr. Itacir tem também, você aceitaria que esse colega participasse do grupo do GT da comissão.

Detetive Ábacus

Não, não aceitaria.

Detetive Gomes

Mas porque? se ele tem mais de 20 anos de experiência comprovada como detetive particular; Além de ser advogado. Isso não conta?

Detetive Ábacus

Não, porque foi essa a regra que eu criei, então todos tem que cumprir.

Detetive Gomes

Mas o Sr. Itacir não tem esse documento, muito menos trabalha na profissão. Ele também não deveria cumprir as mesmas exigências que você criou?

Detetive Ábacus

Não, porque a direção é uma coisa, o GT é outra. Fui eu que criei as regras. É um trabalho muito bonito.

Detetive Gomes

Como assim?

Detetive Ábacus

#@#!#@#!@!@#@#!@!!%%@#!………………………..

Desculpem leitores, o resto da conversa não terminou bem.

Atenção: O desafio continua valendo.

Quem conseguir explicar isso, ganha um doce.

Comments

comments

7 Comentários


  1. BOA TARDE , SÓ SEI DIZER QUE AINDA NEM FOI APROVADA E JÁ QUEREM SER O PRESIDENTE DE CONSELHO ISSO NÃO PODE. DEVEMOS REUNIR-SE DEPOIS DE APROVADA, AI VER COMO VAI SER A ESCOLHA.

    Responder

  2. Nobres colegas gostaria de salientar , que sem duvidas teria que ser de 400hs já a muito tempo deveria ter regulamentado a profissão , devido alto índice da criminalidade , por que não aproveitar tais valorosos , profissionais , seria uma arma infalivel , contra o crime organizado , nada mais justo e melhor do que estarem ai destruindo , famílias com a verdade , pois ninguem tem direito , de entrar na vida privada de ser humano. Att: Detetive Dilon

    Responder

  3. Caro Det. Luiz Gomes, me parece que o objetivo maior dessa Comissão pró Regulamentação da Profissão de Detetive e de obter vantagens financeiras mais adiante, após a aprovação da lei.
    Veja como estão se organizando a nível nacional criando pseudo “superintendências regionais e estaduais” e cargos de nome pomposos que sugerem oficialidade como “secretaria de comunicação institucional”.
    Tudo isso sem qualquer validade legal ou reconhecimento oficial pois essa “comissão” sequer é uma entidade com personalidade jurídica, não possui CNPJ ou estatuto registrado (pelo menos que eu saiba) então como fazem essas “nomeações”, criam “diretorias” e “superintendências” e ainda divulgam isso na maior naturalidade?
    Possivelmente estão ancorados no CNPJ da tal AGADEP, mas será que isso está de acordo com o novo Código Civil?
    Não que eu seja contra a regulamentação (pessoalmente eu até preferia aquele projeto de lei do José Genoíno), mas a redação da nova lei é fraca, superficial e apresenta muitas lacunas, como por exemplo não citar como ficará a atividade do Auxiliar de Detetive tampouco a utilização dos tradicionais distintivos, utilizados por nós desde a década de 70.
    Com relação a formação profissional sou declaradamente CONTRA a forma proposta no projeto, principalmente a absurda carga horária de 600 horas e o enquadramento como curso técnico de nível médio.
    O PLC 106/14 até serve como ponto de partida, mas nossa atividade é um pouco mais complexa e no meu entender esta lei precisa de REGULAMENTAÇÃO posterior a sua aprovação.
    Eu sugiro que você se manifeste por ofício junto ao Senado e exponha seu ponto de vista. Peça juntada do ofício ao PLC para que seja de conhecimento do Relator Humberto Costa, demais Senadores e do público em geral, pois será publicado na página http://www25.senado.leg.br/web/atividade/materias/-/materia/119011 .
    É verdade que todos os prazos para emendas já expiraram, mas ainda não é tarde para novas manifestações uma vez que o projeto ainda vai a plenário e sanção presidencial.
    Mas fique sabendo que no caso de sua manifestação desagradar a “comissão” você passará a ser alvo de críticas no blog deles e até de e-mails lhe acusando de tentar travar a regulamentação (como se tivéssemos esse poder) pois eles se consideram os donos da verdade e avessos a opiniões contrárias ou divergentes ao que consideram ser o ideal para a NOSSA classe.
    Segue o endereço: Senado Federal Via N2, Anexo D, BL.4, CEP:70165-900 Brasília, DF. Envie pelo correio em 3 vias direcionadas ao Exmº Presidente do Senado Renan Calheiros, ao Relator do projeto Exmº Senador Humberto Costa e a Secretaria Geral da Mesa, com o assunto “Manifestação externa PLC 106/2014).

    Responder

    1. João Gomes, Concordo com tudo o que você escreveu, principalmente no que colocaram nesta PLC 106/14 em relação ao Cursos de Detetive Particular, que devem ter no mínimo uma carga horária de 600 horas.

      Nenhum Curso de Detetive Particular que existe na atualidade possui esta carga horária e os mesmos nem chegam perto desta exigência. Se a lei for aprovada com esta carga horária, acredito que ninguém conseguirá mais fazer um Curso de Detetive Particular por bastante tempo, pelo motivo dos Curso de Detetive atualmente terem uma média de carga horária de 25 horas a 200 horas, sendo que o mínimo exigido por esta lei é 600 horas, o que acho um absurdo.

      Responder

  4. Boa noite, não há como explicar este tipo de Regra que estes camaradas querem impôr, os maiores responsáveis pelo fato da Classe não estar em condições melhores no Mercado são estes cidadãos que se acham donos da verdade e nada Sabem. A Classe de Detetive já poderia estar em Patamares maiores e Atuando junto ao Governo e outras instituições, mas Enfim.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *