Detetives organizam o primeiro Censo Nacional da categoria

Tempo de leitura: 1 minuto

Muito se fala sobre o número de profissionais atuantes no mercado de trabalho de investigação privada.

A verdade é que ninguém sabe a exatidão do número de profissionais estabelecidos ou trabalhando por conta própria, uma vez que, muitos desses profissionais atuam sob anonimato e não se envolvem em atividades promovidas pelas entidades de classe, que por sua vez, também não atualizam seus dados de cadastros.

Recentemente foi feito uma estimativa com a ajuda de algumas entidades de classe e instituições que ministram cursos na área, em alguns Estados o número da pesquisa alcançou os 5 dígitos, mas chegou-se à conclusão de que os números apresentados não são confiáveis. Diante disso, a direção da CNDB – Comissão Nacional dos Detetives do Brasil empossada recentemente na Primeira Assembléia Nacional dos Detetives que foi realizada no dia 10 de Maio de 2018 na Câmara dos Deputados, entendeu ser necessário realizar um Censo à nível nacional para mapear e identificar não somente o número de profissionais, mas os seus anseios e necessidades dentro do mercado de trabalho. O objetivo do Censo é também identificar o grau de conhecimento desses profissionais sobre a própria profissão que exerce.

Para participar do Censo é só clicar na imagem abaixo:

 

 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *