Homem que se passava por policial é executado em São Gonçalo no RJ

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Seria cômico se não fosse trágico mais este caso de ilegalidade e imprudência que ceifou a vida de mais um incauto cidadão iludido.

Ilegalidade porque já conhecemos bem os resultados advindos da enxurrada de emissão de carteiras oriundas de falsos cursos e falsas entidades. Este é apenas mais um caso que não deveria merecer nenhum destaque, mas que infelizmente temos a obrigação de divulgar, não que vá surtir algum efeito na redução de emissão destes documentos mentirosos, mas para alertar aos supostos inocentes possuidores destes tais documentos que nenhum valor tem, sobre os riscos que eles estão correndo ao manter este tipo de documentos em seus bolsos e carteiras. Isto sim, é um caso de imprudência!

Clique aqui e leia a matéria completa

Comments

comments

1 comentário


  1. Quem é este Luiz Eduardo A Brito este sim é o pilantra….. este coitado que foi executado por um outro motivo não sei porque deve ser apurado e e acho também que este pilantra do Luiz Eduardo A Brito deve sentir o gostinho do xadrez este Edmílson da Costa Pinto foi uma vitima que descanse em paz

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *