A Nova Era da Investigação Particular no Brasil

Tempo de leitura: 2 minutos

Neste artigo, vou discorrer sobre a mais atuante entidade à nível nacional no Brasil, no que tange a classe dos Detetives Particulares: a ANADIP do Brasil – Associação Nacional dos Detetives e Investigadores Privados do Brasil, presidida pelo Detetive Luiz Gomes; não deixando de louvar as demais entidades e projetos (os que são realmente sérios), que existem em nossa categoria.

Vim de uma origem jurídica e ato contínuo, a atividade investigativa-particular e pericial, me formando pelo Instituto Bechara Jalkh, Central de Perícias e outros. Ao longo dos anos vinha acompanhando o trabalho do colega, Detetive Gomes, hoje um grande amigo. Observava sua luta por melhorias para a categoria, nos mais diversos aspectos.

Em Novembro de 2016, quando a ANADIP do Brasil promoveu um feito histórico, inédito em nossa classe, que foi o I Seminário dos Detetives Particulares do Brasil, com a presença de colegas de vários estados, bem como de advogados e demais profissionais das áreas que se comunicam constantemente com a investigação privada; seminário este o qual participei como debatedor, chegamos a uma conclusão unânime: era o momento de mudanças significativas; uma classe tão antiga e importante para a sociedade não poderia permanecer adormecida e permitir que seu futuro fosse decidido à revelia dos verdadeiros profissionais atuantes. A sociedade precisava saber mais sobre quem é o detetive profissional, o seu amplo campo de atuação e aumentar a interação respeitosa com as autoridades.

Nossa comitiva, presidida pelo presidente Luiz Gomes foi a Brasília lutar por um texto mais adequado e constitucional da atual Lei Federal nº 13.432/17. E ainda mais: sucessivas reuniões foram realizadas, inúmeros colegas orientados e incontáveis feitos, como troca de experiências, pois este é o conceito de associação.

Com relação a formação e reciclagem profissional, a Academia de Inteligência Privada incluiu além das matérias de Investigação Particular, Noções de Direito e de Perícia, o que vem a aumentar a formação do detetive.

O trabalho não terminou. A nova era da investigação particular do Brasil apenas está começando…

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *