O Desagravo Público ao Detetive Particular

O DESAGRAVO: a Lei Federal 13.432/17, que “dispõe sobre o exercício da Profissão de Detetive Particular” prevê, em seu Art. 12 inciso VII, como Direito do Detetive Particular: “ser publicamente desagravado, quando injustamente ofendido no exercício da profissão”. No entanto, por não existir Conselho de Detetives, como fica a aplicabilidade deste inciso em caso de uma violação contra o detetive particular no exercício de sua profissão?

Passemos a analisar: as associações e entidades de classe podem aplicar o desagravo público ao profissional ofendido, uma vez que possuem legitimidade jurídica para tal ato. No caso do detetive que não compõe uma entidade de classe, uma agência ou um instituto de formação que possa tomar tal iniciativa, deve buscar compartilhar com os colegas o que sofreu. Judicializar a matéria não deixa de ser uma busca pelo desagravo, mas a consequência é uma reparação cível ou na esfera penal, uma reprimenda. Porém a figura do desagravo é demonstrar o apoio da classe ao profissional violado, repudiando o ato do agente violador do direito.

Nenhum país é perfeito. Sabemos que na prática, muitas vezes os profissionais, seja qual for a categoria, tem seus direitos violados. No caso do detetive particular, sempre que um profissional for violado em seus direitos, deve buscar ser desagravado publicamente. Não se pode confundir debates técnicos com violações de direitos. A ofensa no exercício da profissão sim, autoriza o desagravo público. Ofender um detetive que está exercendo a profissão licitamente, significa atingir toda a classe.

O detetive particular está presente na história; e no mundo moderno, cada vez mais necessário para a sociedade.

Uma resposta

  1. Já que não existe conselho profissional para ser aplicado a ação de desagravo sofrido pelo detetive particular em razão de seu ofício,deve-se criado pelas associações da classe,institutos de formação de profissional comissão de desagravo para atuar provisoriamente até ser solucionado a questão.Tendo sido excluído ( não mencionado ) o conselho,o assunto ficou para ser solucionado pelas associações ou pelas instituições de formações destes profissionais.Espero que o senhor Luiz Gomes pense no assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja mais

Artigos relacionados

Detetives apontam aumento nas investigações empresariais

Detetives apontam aumento nas investigações empresariais

Quando se menciona esse tipo de ocupação detetives, a maioria das pessoas pode relacionar o trabalho com investigações amorosas ou criminais, porém, atualmente, as empresas desse segmento vêm se especializando

Sistema de comparação balística aprimora investigações forenses em Roraima

Sistema de comparação balística aprimora investigações forenses em Roraima

Com a finalidade de ter ferramentas que permitam o avanço dos métodos utilizados nas investigações forenses, o ICPDA (Instituto de Criminalística Perito Dimas Almeida) da PCRR (Polícia Civil de Roraima),

Detetive particular cria serviço para combater golpe do aplicativo de relacionamento

Detetive particular cria serviço para combater golpe do aplicativo de relacionamento

Só neste ano, a Polícia Civil de São Paulo prendeu 68 suspeitos de participarem de grupos criminosos especializados no golpe do aplicativo de relacionamento. No total, foram 24 ocorrências registradas

Programa Hackers do Bem vai fortalecer a cibersegurança no país

Programa Hackers do Bem vai fortalecer a cibersegurança no país

O secretário de Ciência e Tecnologia para a Transformação Digital do MCTI, Henrique Miguel, defendeu o fortalecimento da área de cibersegurança e o investimento na capacitação profissional em larga escala

Com apoio da Abraji, Escola de Dados oferece curso de investigações digitais

Com apoio da Abraji, Escola de Dados oferece curso de investigações digitais

A segunda edição do curso “Investigações Digitais: OSINT para jornalistas e ativistas” acontece de 7.jun.2023 a 28.jun.2023 e já está com inscrições abertas. A formação é oferecida pela Escola de

O papel do detetive na investigação criminal defensiva

O papel do detetive na investigação criminal defensiva

A investigação criminal defensiva é uma área de atuação específica dos detetives particulares, que têm como objetivo auxiliar a defesa de acusados ​​em processos criminais. O provimento 188/18 da OAB